Alta Floresta (MT), 25 de setembro de 2018 - 06:54

Agronegócio

11/09/2018 07:24

Giro Rural: Produção de mel ganha força. Preço do milho varia, de região pra região. Oferta baixa puxa valor do limão tahiti

A produção de mel tem se firmado como boa opção de renda para pequenos agricultores de Minas Gerais. No Norte do Estado, já são quase mil e 500 que tiram o sustento da cultura. Muitos deles, antes, apostavam na lavoura e na pecuária leiteira. Mas decidiram mudar de ramo, pra fugir dos efeitos da falta de chuva, e se deram bem. De 2016 pra cá, a produção de mel aumentou cerca de duas vezes.

O mercado do milho se mostrou diferente, nos últimos dias, em cada região do País. Em SP, o Cepea apurou que os compradores estão abastecidos. Com isso, a procura caiu e o preço também. Nos últimos dias, a saca foi vendida a cerca de 40 reais. Já no Centro-Oeste e no Sul, os produtores é que saíram do mercado. Só coloca mercadoria à venda quem precisa fazer caixa. O que puxou as cotações pra cima em várias regiões.

 

E o limão tahiti ficou nada menos que 57 por cento mais caro, semana passada, na comparação com os valores registrados no fim de agosto. O preço médio da caixa de 27 quilos beirou os 60 reais. A demanda maior, algo normal todo começo de mês, puxou as cotações. Mas não foi só isso. Tem muita fruta verde nos pomares, o que fez a colheita perder força e derrubou a oferta de limão.


Aplicativo divulgacao

Progresso FM 102,1

Av. Ludovico Da Riva Netto, 3274
Alta Floresta/MT - CEP 78580-000
Fone (66) 3521-3501 ou 3521-8188

 

 

Redes Sociais

Alta Floresta
Carregando...

? ºC

/

Proibida a reprodução de conteúdo sem citação da fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo