Alta Floresta

30/05/2015 09:33

Ato público realizado pela Amam em Alta Floresta reitera apoio à magistrada

A Associação Mato-grossense de Magistrados (Amam) realizou, na manhã de sexta-feira (29.05), um ato público em frente ao fórum da comarca de Alta Floresta em apoio à magistrada Milena Ramos de Lima e Souza Paro, juíza de Direito da 6ª Vara Cível do município, que sofre acusações do prefeito do município, Asiel Bezerra, por uma liminar que o afastou do cargo por conta de omissões e má gestão em serviços de saúde. Estiveram presentes o presidente da entidade, José Arimatéa Neves Costa, magistrados de Alta Floresta, Colíder, Matupá, Paranaíta e Guarantã do Norte, além de servidores do judiciário e sociedade em geral. Arimatéa destacou que o ato foi bastante significativo, uma oportunidade para esclarecer os fatos para a sociedade de Alta Floresta. A juíza foi representada no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) pelo prefeito devido a uma liminar que o afastou do cargo em decisão oriunda de Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público de Mato Grosso, com fundamento na prática de reiteradas omissões e má gestão por parte do chefe do executivo municipal em determinados serviços da área de saúde. Entretanto, o TJMT arquivou, nesta semana, a representação.  ?O Tribunal rejeitou os argumentos do prefeito, o que comprova que a magistrada só cumpriu com o seu trabalho de forma exemplar?, pontua Arimatéa.

Aplicativo divulgacao
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo