Brasil

28/06/2018 08:29 R2

Impostos respondem por até 76% do preço pago pelos produtos mais consumidos na Copa, como cerveja e carne

Impostos respondem por até 76 por cento do preço pago pelos produtos típicos e mais consumidos durante a Copa do Mundo.

O campeão negativo é a caipirinha, companhia de muita gente durante as partidas.

Se a dose custa, por exemplo, 15 reais, mais de 11 vão parar nos cofres do Governo.

No caso da cerveja e dos fogos de artifício não muda muito e os impostos respondem por mais da metade do preço.

A pesquisa foi feita pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação.

Sobre o álbum de figurinhas, que virou febre entre crianças, adolescentes e até adultos, a carga tributária passa de 40 por cento.

E a mesma coisa acontece com a bola de futebol, a buzina, o refrigerante e a televisão.

Por fim, nos casos da camisa da Seleção e da carne para o churrasco, de 29 a 34 por cento do que se paga vão para o Governo.


Aplicativo divulgacao
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo