Economia

03/09/2018 08:47 Radio 2 / Umberto Ferretti

Juros do cheque especial e do cartão de crédito caem, mas continuam altos

Juros do cheque especial e do cartão de crédito diminuem.

Pesquisa do Banco Central aponta que, em julho, a taxa do cheque especial recuou de 304,9 por cento ao ano para 303,2. 

Com isso, quem deixar o limite do banco estourado em 500 reais, por exemplo, pagará de juros uma média de 128 reais por mês. 

Já no rotativo do cartão de crédito, a taxa recuou de 291 para 271 por cento ao ano. 

Nesse caso, os juros valem para aqueles que pagam apenas uma parte do valor da fatura e empurram o que sobra para o mês seguinte. 

A taxa do rotativo do cartão de crédito em julho foi a menor em cerca de cinco anos. 

Apesar das quedas, que foram puxadas, por exemplo, pela redução da taxa Selic, os juros cobrados no Brasil ainda são considerados altos, por economistas. 

Eles lembram, também, que especificamente essas duas linhas de crédito, o cartão e o cheque especial, até por serem de fácil acesso, contam com taxas ainda maiores. 

Por isso, recomendam que as modalidades sejam usadas apenas quando houver alguma urgência e ainda por pouco tempo.


Aplicativo divulgacao
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo