Alta Floresta (MT), 22 de abril de 2018 - 17:27

Esportes

03/01/2018 14:56 Globo Esporte

Apesar de negociação parada, Juninho Capixaba deve sair, diz presidente do Bahia

A "despedida" antecipada de Juninho Capixaba do Bahia através de sua conta no Instagram pegou muito mal no Bahia, a ponto de o clube suspender a negociação do lateral-esquerdo para o Corinthians. Mas o lateral deve mesmo trocar de camisa. Pelo menos foi o que deixou claro o presidente do Tricolor baiano, Guilherme Bellintani, eleito no início de dezembro. Segundo o dirigente, a medida de suspender as conversas foi para preservar a imagem do Bahia e de mostrar ao jogador e a seu empresário que quem anuncia oficialmente o desfecho é o clube.

- A gente enfrenta isso com naturalidade, faz parte da gestão de um clube de futebol, faz parte dos desafios que a gente encontra na vida. Juninho é um jogador muito correto, centrado, um menino sério que honra muito o trabalho que faz aqui dentro do clube. Apenas ele , de fato, atuou de maneira incorreta, não querendo lesar o clube nem querendo de certa forma prejudicar ninguém. Mas ele se antecipou demais numa negociação que não está fechada. Anunciou isso antes do momento. A gente pediu uma suspensão da conversa com o Corinthians e que o atleta se apresentasse hoje (quarta-feira) ao clube. Se a negociação for fechada, tem que ser anunciada pelos clubes e não por atletas ou por empresários dos atletas. Essa é a nossa precaução mais para preservar a imagem institucional e a postura do clube no mercado do que propriamente para prejudicar a negociação. Não deixaremos de fazer a negociação por conta disso, mas a gente frisou pontuar a imagem do clube e a preservação deste momento. Da nossa imagem e do próprio Corinthians no mercado - disse o dirigente, no "Seleção SporTV".

A negociação entre Bahia e Corinthians se arrasta desde o meio de dezembro. Para liberar o atleta, o Tricolor pediu três jogadores mais uma compensação financeira, o que foi acertado com o Corinthians. A equipe paulista chegou a negociar um contrato de cinco anos com Juninho Capixaba, mas a negociação deu uma primeira esfriada na última semana por conta de alguns entraves.

Guto Ferreira

Ainda segundo Guilherme, a escolha por Guto Ferreira para ser o técnico do time na temporada de 2018 seguiu critérios dos bons números do profissional à frente do Bahia. E nem a mágoa de parte da torcida quando o treinador trocou o Tricolor no ano passado para treinar o Inter na Série B foi capaz de impedir o seu retorno.

- A gente fez uma análise muito cuidadosa, primeiro ressaltando o bom trabalho que o Carpegiani fez aqui no ano passado, um treinador que honrou o clube e fez um trabalho histórico, com bom rendimento, um profissional muito sério. A gente queria, para o ano seguinte, encontrar uma formulação que fosse "garantida" - no futebol não há essa garantia absoluta -, mas de alguém que viesse com trabalho consolidado, seja pela manutenção de Carpegiani ou como optamos, um trabalho com o Guto. É um treinador que passou muito bem pelo Bahia, deixou portas abertas, foi o que demorou mais tempo à frente do clube nos últimos dez anos, isso é um sinal positivo. Ele ficou quase um ano à frente do clube, é o recordista de tempo. Além disso, é um treinador que teve um rendimento muito bom, nos ultimos dez anos, é o terceiro maior em rendimento. Tem excelente relação com o elenco, tem o respeito do torcedor, apesar de uma relativa mágoa e compreensível inclusive que o torcedor ficou com aquela saída dele para o Inter. Mas a gente acredita muito na restauração das relações, nas pessoas de bem.


Aplicativo divulgacao

Rádio Progresso AM 640

Av. Ludovico Da Riva Netto, 3274
Alta Floresta/MT - CEP 78580-000
Fone (66) 3521-3501 ou 3521-8188

comercial@radioprogresso640.com.br

jornalismo@radioprogresso640.com.br

Redes Sociais

Alta Floresta
Carregando...

? ºC

/

Proibida a reprodução de conteúdo sem citação da fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo