Esportes

11/01/2018 09:30 Gazeta Esportiva

Peres dá carta branca a Gustavo Vieira e vê William como capitão fora de campo

Demorou, mas o Santos montou sua nova estrutura de planejamento e retaguarda. A diretoria recém-eleita liderada pelo presidente José Carlos Peres está disposta a dar carta branca a Gustavo Vieira, executivo de futebol e responsável pelas negociações a partir de agora, e William Machado, o gerente que será uma espécie de braço direito de Jair Ventura, coletará informações sobre possíveis reforços e terá a missão de manter o controle do elenco.

“Quem contrata é o diretor de futebol (Gustavo Vieira), que tem toda a prerrogativa de escolher junto com o treinador, e só vem para mim no momento final. Estou deixando ele trabalhar. Eles têm que ter tempo para trabalhar. Entendo que nós estamos atrasados em contratações, mas o elenco do Santos não é ruim. É um elenco bom. Eles estão entusiasmados, estão fechados”, explicou o mandatário santista, empolgado também com a chegada de William Machado.

“Uma grande figura, representa muito para os jogadores, vai falar com os jogadores. Além de ter sido um capitão quando jogou, ele vai ser um capitão agora. Tem uma postura boa e sabe falar a língua do jogador. O Santos passou da hora de ter alguém que converse com o jogador, e ele vai ter uma grande missão”, avisou.

E a dupla de dirigentes tem dois desafios logo de cara: enxugar o elenco e qualificá-lo ao mesmo tempo. O plano é deixar cerca de 36 jogadores à disposição de Jair Ventura. Com isso, pelo menos oito aletas precisam de um novo clube. Enquanto isso, a burca por reforços pontuais não para. “Um meia e também um centroavante, mas é uma mercadoria que está cada vez mais difícil”, comentou Peres, que não descarta Gabriel e Robinho, mas ainda se mostra pessimista diante dos valores envolvidos.

Enquanto o planejamento é posto em prática, Jair Ventura acelera os trabalhos no CT Rei Pelé para encurtar o período de conhecimento e entrosamento do grupo com a comissão técnica. Prestigiado pela temporada em que comandou o Botafogo, o treinador sabe que esse período de paz acaba imediatamente ao início dos jogos oficiais.

“Jair é uma grata surpresa. Ele chegou aqui e está encantando não só com o elenco, que tem uma admiração muito grande. Está sendo de grande valia para nós, além do que é um treinador que quer disputar todas as competições. Estamos impressionados com a capacidade do Jair. Espero que ele vá bem porque ele merece”, elogiou o presidente do Peixe.
“Foram dias muito bons. Jair é um treinador da nova geração, treinador estudado. São treinos pegados e intensos. Nunca treinei com tanta intensidade assim”, reforçou o lateral esquerdo Romário, que ao lado do atacante Eduardo Sasha, foram os únicos reforços do Alvinegro Praiano até o momento.


Aplicativo divulgacao
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo