Alta Floresta (MT), 25 de setembro de 2018 - 07:23

Esportes

03/09/2018 08:56 Gazeta Digital

Internacional fica no empate com Cruzeiro e perde chance de encostar na liderança do Brasileiro

Ciente do empate do São Paulo e da oportunidade de deixar a diferença para a liderança em apenas um ponto, o Internacional tentou, foi ambicioso, chegou a parar na trave do goleiro Fábio, mas não conseguiu sair do empate com o Cruzeiro dentro do Mineirão, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em uma partida equilibrada, com leve vantagem para a Raposa, os dois times criaram relativamente pouco e saíram de campo iguais no placar: 0 a 0.

Os primeiros 45 minutos foram de muito estudo, com times bem postados defensivamente e correndo poucos riscos. Precisando dar uma reposta no Brasileiro e motivado pela torcida, o Cruzeiro começou melhor e obrigou duas boas intervenções de Marcelo Lomba. A melhor chance, porém, foi do Internacional com William Pottker, que arriscou de dentro da área e parou no travessão, após um leve toque de Fábio na bola.

O segundo tempo seguiu o mesmo panorama no primeiro, com o Cruzeiro começando melhor, criando duas boas chances e sofrendo com os ataques pontuais do Colorado. Entretanto, diferentemente da etapa inicial, o time mineiro deu menos espaços e passou a ser perigoso em arremates de fora da área e bolas paradas que não culminaram em sucesso. Dessa forma, os dois times saíram sem ir às redes e empataram em 0 a 0.

Depois de atuarem neste domingo, tanto Cruzeiro quanto Internacional terão pouco tempo para descansar, já que ambos volta à campo na próxima quarta-feira, pela 23ª rodada do Brasileiro. No Engenhão, às 19h30 (de Brasília), os comandados de Mano Meneses terão um compromisso contra o Botafogo, enquanto o Colorado faz um confronto direto pelas primeiras posições com o Flamengo, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Jogando em casa e precisando dar uma resposta no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro começou a partida tendo a posse da bola e tentando construir jogadas ofensivas, mas encontrando um Internacional muito bem postado defensivamente, com uma proposta reativa. Nas vezes que não conseguiu conter o ímpeto mineiro, a equipe gaúcha viu Marcelo Lomba brilhar duas vezes seguidas, em chutes de Egídio e Arrascaeta aos nove minutos.

Com o passar dos minutos, o duelo ganhou equilíbrio, com o Internacional mais ativo no campo ofensivo. Do outro lado, o Cruzeiro alternava momentos de pressão alta e contenção para tentar manter o domínio da partida, que não se concretizou em oportunidades claras de gol para nenhuma das equipes. Aos 28 minutos, o Colorado até chegou, mas o cabeceio de Nico López saiu sem direção.

Na reta final da primeira etapa, o Internacional deixou a proposta contida de lado para ser mais efetivo no proveito dos erros do Cruzeiro, apesar da pouca intensidade para isso. Aos 31 minutos, Lomba apareceu para fazer nova defesa em arremate de Bruno Silva, mas a melhor chance dos primeiros 45 minutos ficou mesmo com o Colorado, que aos 37 só não abriu o placar porque o travessão não deixou.

Depois de levar aos trancos e barrancos a jogada individual, Pottker ficou cara a cara com Fábio e encheu o pé, mas a bola explodiu no travessão e saiu. No replay, ficou perceptível um leve toque na bola de Fábio, providencial para o chute não ter morrido no fundo da rede e levado o Inter à frente do placar antes do intervalo.

Assim como no primeiro tempo, o Cruzeiro iniciou muito bem a segunda etapa, pressionando o Inter e criando, em sequência, duas boas chances. Na primeira delas, Raniel parou em Lomba. Na segunda, aos cinco minutos, o atacante até superou o arqueiro Colorado e abriu o placar completando um lance de bola parada, mas viu o tento ser anulado por falta de Bruno Silva na origem da jogada.

Acuado, o Internacional respondeu em uma bola alçada na área aos 12 minutos, que Edenílson fez quase tudo certo, aparecendo como elemento surpresa no meio da área e testando firme, porém, sem direção. Logo depois, aos 15, Jonatan Alvez recebeu e girou, mas chutou para defesa de Fábio.

Após as duas chances, o jogo voltou ao panorama inicial, com o Cruzeiro tomando a iniciativa e criando perigo por intermédio de chutes de longa distância, tanto com Arrascaeta, quanto com Thiago Neves. O domínio Celeste fez Odair Hellmann mudar a equipe, colocando D’Alessandro e Leandro Damião nos lugares de Nico e Jonatan Alvez, em busca de reatar o equilíbrio.

Na reta final, o jogo foi mais aberto e até mais emocionante, muito pelas tentativas do Cruzeiro em abrir o placar. Veloz nos contra-ataques, o Inter passou perto da meta defendida por Fábio, mas assustou pouco efetivamente. No fim, os times saíram de campo com o mesmo placar que entraram e ficaram apenas no empate em 0 a 0.


Aplicativo divulgacao

Progresso FM 102,1

Av. Ludovico Da Riva Netto, 3274
Alta Floresta/MT - CEP 78580-000
Fone (66) 3521-3501 ou 3521-8188

 

 

Redes Sociais

Alta Floresta
Carregando...

? ºC

/

Proibida a reprodução de conteúdo sem citação da fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo