Geral

11/01/2018 08:59 Gazeta Digital

Sem salários há 2 meses, 600 enfermeiros da Santa Casa de Cuiabá entram em greve

O Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen) afirmou que decidiu, na noite de quarta-feira (10), que os enfermeiros da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá entrarão em greve a partir da próxima segunda-feira (15).

De acordo com o presidente do Sinpen, Dejamir Souza Soares, na última terça-feira (9), os profissionais deram 24 horas para que a Santa Casa efetuasse o pagamento dos salários, o que não ocorreu.

“Notificaremos [o hospital] nesta quinta-feira (11) e começaremos a greve na segunda-feira. São 600 trabalhadores entre técnicos, enfermeiros, profissionais do administrativo e médicos que estão com salários de novembro e dezembro sem ser pago”, argumentou o presidente.

Dejamir destaca, ainda, que o motivo do atraso é devido à falta de repasses das Secretarias Estadual de Saúde e Municipal de Saúde.

“A informação que temos é de que o dinheiro que o Estado repassou, sendo R$ 600 mil de ajuda de custo e 545 mil para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), não dá para pagar nenhuma folha de pagamento. Por isso, vamos paralisar mantendo apenas 30% do efetivo trabalhando nas enfermarias e 50% na urgência e emergência que seriam nas UTIs e centro cirúrgico”, explicou.

Repasses

Em agosto, o Governo do Estado decidiu repassar R$ 2,5 milhões por mês, durante três meses, para ajudar no custeio de cinco hospitais filantrópicos de Mato Grosso.

Na ocasião, os hospitais emitiram nota conjunta, na qual as unidades reconheceram que o Estado não tem dívida com os filantrópicos. 


Aplicativo divulgacao
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo