Alta Floresta (MT), 22 de setembro de 2018 - 01:52

Meio Ambiente

15/08/2018 08:23 24 Horas News

Cuiabá pode bater recorde de calor; chuva rara em MT

Nos próximos dias, o ar polar de uma frente fria vai continuar deixando as temperaturas amenas sobre áreas de Mato Grosso.Nesta quarta-feira (15), a diferença de umidade e temperaturas em áreas do Centro-Oeste vão provocar grande contraste térmico.

Isso porque áreas do oeste e sul de Mato Grosso vão ser influenciadas pela passagem de uma frente fria ao largo da costa de São Paulo, enquanto uma grande massa de ar seco e quente vai continuar predominando sobre os demais locais da Região.

Em todo o oeste e sul de Mato Grosso, incluindo a capital Cuiabá, as temperaturas vão ficar mais baixas e a nebulosidade aumenta ao longo do dia.

No norte de Mato Grosso, as áreas de instabilidade que avançaram do Norte do Brasil vão continuar provocando pancadas de chuva a partir da tarde.

Possibilidade de recorde de calor em Cuiabá

É possível que a tarde de 14 de agosto tenha sido a mais quente deste ano em Cuiabá. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 38,4°C de temperatura máxima às 15 horas (Brasília). Este valor já iguala o recorde atual registrado em 8 de agosto, porém, a temperatura máxima da terça-feira, 14, poderá sofrer um acréscimo de alguns décimos de graus na nova leitura do termômetro de máxima que será feita às 21 horas (Brasília). Este novo valor será conhecido publicamente só depois das 22h00 (Brasília). 

Chuva rara no oeste de Mato Grosso

Nuvens bastante carregadas cresceram em diversos locais da faixa oeste de Mato Grosso. Várias pancadas de chuva com raios foram observadas na tarde de 14 de agosto. Uma mudança na circulação dos ventos sobre o interior do Brasil levou o ar úmido da região equatorial do Brasil para o oeste de Mato Grosso, Rondônia e Acre. Já estava fazendo muito calor nestas áreas e com o aumento de umidade, as nuvens de chuva puderam se formar.

Na imagem captada pelo satélite GOES 16, as nuvens carregadas aparecem como manchas coloridas concentradas na parte oeste de Mato Grosso. A região em tom preto, no leste do estado, perto de Goiás, estava muito seca na hora da foto, às 17h15 Z (14h15 em Brasília).  Em Alto Taquari e em Santo Antonio do Leste, a umidade relativa do ar chegou aos 10% no dia 14 de agosto, em Guiratinga a 11%. Em Cuiabá, a umidade baixou para 13%.

A região de Juína, na divisa com Rondônia, teve um temporal raro nesta época do ano. Choveu 49,2 mm em apenas 1 hora, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, com rajadas de vento de 74 km/h. É chuva demais para agosto! A média de precipitação em Juína neste mês é de apenas 19,0 mm. Em 1 hora choveu mais do que o dobro da média de chuva para todo o mês de agosto. 

Até o fim da semana, a região de Juína e várias outras áreas de Mato Grosso poderão ser beneficiadas com um pouco de chuva. O estado de Mato Grosso tem aumento de umidade nos próximos dias.


Aplicativo divulgacao

Progresso FM 102,1

Av. Ludovico Da Riva Netto, 3274
Alta Floresta/MT - CEP 78580-000
Fone (66) 3521-3501 ou 3521-8188

 

 

Redes Sociais

Alta Floresta
Carregando...

? ºC

/

Proibida a reprodução de conteúdo sem citação da fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo