Polícia

08/08/2018 07:39 Folhamax

Assassino alega que dentista se recusou a abrir porta de carro em MT

 

O Suspeito de matar um dentista a tiros em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, o jovem Devail da Silva Monteiro, de 28 anos, confessou o crime à polícia e disse que tinha intenção de roubar a caminhonete da vítima. Na ocasião, entretanto, o dentista teria se recusado a abrir a porta do veículo.

Devail foi preso no sábado (4), em Sapezal, a 473 km de Cuiabá. Segundo a polícia, ele deve responder po latrocínio. O G1 não conseguiu localizar a defesa dele.

A prisão ocorreu em uma ação integrada da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Federal. Ele foi transferido de Sapezal para o presídio de Cáceres.

Guilherme José Mancuso, de 41 anos, foi morto dentro da caminhonete no dia 19 do mês passado.

Conhecido como 'Exterminador', Devail contou ainda em depoimento que estava sob efeito de drogas no dia que cometeu o crime.

Ele foi preso com duas armas e uma moto usada para fugir depois de atirar contra o dentista. As investigações devem continuar para identificar possíveis comparsas dele.

O latrocínio

O dentista foi baleado no pescoço e morreu durante atendimento médico. Segundo a polícia, os dois suspeitos estavam em uma motocicleta e abordaram o dentista no momento em que ele chegava em casa.


Aplicativo divulgacao
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo