Alta Floresta (MT), 17 de junho de 2018 - 23:40

Política

05/02/2018 09:14 RDNews

Com 92% da receita para pessoal e custeio, Taques prepara pacote para evitar colapso

Ó governador Pedro Taques (PSDB) ira à Assembleia na próxima terça (6) apresentar um duro pacote de medidas para evitar o colapso financeiro de Mato Grosso. As deverão conter cortes em todas as áreas, afetar o funcionalismo e serão mais abrangentes que a PEC do Teto dos Gastos Públicos, promulgada em novembro do ano passado.

Taques tentará convencer os deputados estaduais  sobre a importância do pacote de ajuste fiscal e deverá mostrar alguns números sobre a situação financeira de Mato Grosso. Entre essas cifras deverá ser mostrado que o orçamento do governo para 2018 é de R$ 20 bilhões. Desse montante, cerca de 92,35% será usado somente para gastos com pessoal e custeio da máquina pública, que inclui o duodécimo dos Poderes e órgãos autônomos.

Para exemplificar, o cálculo é que R$ 7,7 bilhões serão usados para quitar somente a folha de pagamento da dos 100 mil servidores estaduais (70 mil ativos e 30 mil aposentados). Esse montante, inclusive, aumentou em R$ 2,2 bilhões desde 2014, quando a folha era calculada em R$ 5,5 bilhões.

Do restante do orçamento, 6% será utilizado para pagamento da dívida pública, inclusive a dolarizada com o Bank of América, com parcela de 36 milhões de dólares vence em março. Para investimentos no Estado deverão sobrar apenas 1,3%.

Apesar da aprovação da PEC do Teto de Gastos Públicos, que prevê uma economia de mais de R$ 1, 3 bilhão nos próximos dois anos, o governo considera que é preciso mais para que Mato Grosso não sofra dificuldades semelhantes a estados como Rio Grande do Sul e  Rio de Janeiro.

Missão

O chefe do Executivo  não esteve presente na sessão solene da Assembleia realizada na última sexta (2) e terá na próxima terça, inclusive, a missão de convencer até mesmo sua base da importância da aprovação do novo pacote. O trabalho junto à base será feito após 12 deputados aliados votarem pela aprovação da CPI dos Fundos, que investigará possível desvio de finalidade do Fethab e do Fundeb.

O corpo a corpo também servirá para amenizar a crise gerada pelo atraso no repasse do duodécimo aos Poderes. Na sexta (2) foram repassados R$ 119,1 milhões para que os Poderes e órgãos autônomos possam honrar o pagamento dos vencimentos dos respectivos servidores.


Aplicativo divulgacao

Rádio Progresso AM 640

Av. Ludovico Da Riva Netto, 3274
Alta Floresta/MT - CEP 78580-000
Fone (66) 3521-3501 ou 3521-8188

comercial@radioprogresso640.com.br

jornalismo@radioprogresso640.com.br

Redes Sociais

Alta Floresta
Carregando...

? ºC

/

Proibida a reprodução de conteúdo sem citação da fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo