Alta Floresta (MT), 22 de agosto de 2018 - 03:56

Política

25/07/2018 08:20

Taques cita "traidores" e confirma que vai disputar a reeleição

O governador Pedro Taques (PSDB) confirmou na tarde desta terça-feira (24) que sairá candidato à reeleição nas eleições deste ano. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa realizada por seu partido.

“Muitos diziam: 'não vá, Pedro. Está difícil'. Confesso a vocês que comecei a olhar outros lados, as forças estão se formando de outros lados. A escuridão que muitas vezes se forma. E nós temos lá à frente a esperança, lá à frente a capacidade de melhorar a cada dia”, disse o governador. 

“Quero dizer ao presidente do meu partido [Paulo Borges] que aceito ser pré-candidato ao Governo. Aceito porque fizemos mudanças em Mato Grosso e temos mais mudanças a serem feitas”, acrescentou.

No início da coletiva, Taques disse que, há algum tempo, vem conversando com familiares, amigos e presidentes de partido a respeito de sua pré-candidatura.

Na sequência, sem citar nomes, aproveitou para alfinetar alguns de seus antigos aliados que acabaram abandonando sua administração. Sugeriu que estes são “traidores” e que, na política, esse tipo de pessoa é abominável. 

“Sabemos que em uma caminhada, em uma navegação, muitas vezes muitas pessoas ficam para trás, muitos abandonam o barco, muitas são esquecidas, muitas são injustiçadas, muitas abandonam o projeto por não mais acreditarem. Então, existem traidores. A política adora traição, mas odeia os traidores”, afirmou. 

O governador disse que, ao longo de pouco mais de três anos e seis meses a frente do Palácio Paiaguás, passou por momentos difíceis. A situação, segundo ele, começa a ganhar novos contornos.

 “Já estamos vendo o outro lado do rio, o sol lá na frente, a esperança lá na frente. Enquanto alguns querem pregar o caos, enquanto alguns desinformados ou por má-fé fazem o diabo pra chegar ao Poder, aqui estamos pregando a união e a esperança”, disse. 

Taques admitiu que não foi possível fazer tudo o que pretendia nos primeiros meses de sua administração. E aquilo que deixou de ser realizado, conforme o tucano, será explicado durante a pré-campanha e no período eleitoral. 

“Nesse período, conversaremos sobre todos os temas. Não tenho medo do meu passado, por isso não temo meu futuro. As forças que nos trouxeram até aqui não são as mesmas forças que nos levarão para o futuro”, disse.

“Por isso, quero, se for vontade de Deus e do povo de Mato Grosso, continuar a bem governar esse Estado. Por isso, gostaria que fosse comunicado ao presidente nacional do nosso partido (Geraldo Alckmin) que em Mato Grosso nosso partido terá um candidato ao Governo”.

Selma e Leitão 

Ainda durante a coletiva, Taques confirmou que sua coligação terá como candidatos ao Senado o deputado federal Nilson Leitão (PSDB) e a ex-juíza Selma Arruda (PSL). 

O governador fez um breve histórico de ambos, disse que Leitão e Selma são pessoas que “têm história em Mato grosso” e afirmou que os dois terão sua lealdade e seu companheirismo. 

“Será uma caminhada difícil, com obstáculos. Uma caminhada com muitas pessoas querendo jogar pedra. Mas nós não desistiremos. Não ficaremos tristes. Queremos fazer uma caminhada mostrando ao cidadão o que fizemos, porque fizemos e o que não fizemos e porque não fizemos”, disse. 

“Por isso quero continuar a ser governador. Se for por vontade de Deus e do povo desse Estado, continuaremos a fazer uma administração de mudanças que ainda precisam ser feitas”, concluiu.


Aplicativo divulgacao

Rádio Progresso AM 640

Av. Ludovico Da Riva Netto, 3274
Alta Floresta/MT - CEP 78580-000
Fone (66) 3521-3501 ou 3521-8188

comercial@radioprogresso640.com.br

jornalismo@radioprogresso640.com.br

Redes Sociais

Alta Floresta
Carregando...

? ºC

/

Proibida a reprodução de conteúdo sem citação da fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo