Saúde

07/01/2016 07:38 Assessoria

Município de Vera registra o primeiro caso de zika vírus

A Secretaria Municipal de Saúde de Vera anunciou na manhã desta quarta-feira (06), a confirmação de um caso de zika vírus no município. A confirmação se deu após realização de exame laboratorial no estado de São Paulo.

A pessoa identificada com zika vírus em Vera é uma mulher, de 49 anos de idade. Os sintomas foram identificados no mês de outubro e a paciente já foi recuperada.

Conforme a Secretária de Saúde Vera Moro, várias campanhas de conscientização da população foram realizadas em 2015 e vão continuar este ano, visando acabar com os focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, causadores das doenças de dengue, zika e chikungunya.

O vírus

O zika vírus foi identificado pela primeira vez no país em abril e a doença tem provocado intensa mobilização das autoridades de saúde.

Enquanto a doença costuma evoluir de forma benigna – com sintomas como febre, coceira e dores musculares – o que mais preocupa é a associação do vírus com outras doenças.

O Ministério da Saúde já confirmou a relação do zika com a microcefalia e investiga uma possível relação com a síndrome de Guillain-Barré. Assim como os vírus da dengue e do chikungunya, o zika também é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.

Os principais sintomas da doença provocada pelo zika vírus são febre, coceira, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor no corpo e nas juntas e manchas vermelhas pelo corpo. A evolução da doença costuma ser benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente em um período de 3 até 7 dias. O quadro de zika é muito menos agressivo que o da dengue.

Não há vacina nem tratamento específico para a doença. Segundo informações do Ministério da Saúde, os casos devem ser tratados com o uso de paracetamol ou dipirona para controle da febre e da dor. Para maiores esclarecimentos, o médico deverá ser consultado.

A recomendação para que se previna a doença é a mesma aplicada à dengue: a limpeza em focos de água parada, como pneus, vasos de planta, caixas d“água, calhas e outros para se evitar a proliferação do mosquito vetor.


Aplicativo divulgacao

Rádio Progresso AM 640

Av. Ludovico Da Riva Netto, 3274
Alta Floresta/MT - CEP 78580-000
Fone (66) 3521-3501 ou 3521-8188

comercial@radioprogresso640.com.br

jornalismo@radioprogresso640.com.br

Redes Sociais

Alta Floresta
Carregando...

? ºC

/

Proibida a reprodução de conteúdo sem citação da fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo