Saúde

17/08/2018 08:00 RDNews/Vinícius Lemos

Exames confirmam que homem morreu por vírus H2N3 em Lucas do Rio Verde

Exames laboratoriais comprovaram que um morador de Lucas do Rio Verde (a 350 km de Cuiabá) morreu em decorrência do vírus da gripe H3N2 – pertencente ao grupo da Influenza A. O homem de 40 anos faleceu em maio e a causa da morte foi confirmada no fim de julho.

O morador de Lucas do Rio Verde foi internado no início de maio, em um hospital da cidade, e seu quadro começou a se agravar. Ele foi transferido para uma UTI em uma unidade de saúde de Sorriso (a 420 km de Cuiabá). No local, passou a surgir a suspeita de que ele pudesse ter contraído a Influenza A.

Conforme a Supervisão de Vigilância e Saúde de Lucas do Rio Verde, logo que surgiu a suspeita de que ele pudesse ter o vírus, o homem passou a ser medicado com um antiviral, indicado para tentar controlar a doença. O lugar onde ele estava internado foi isolado.

O homem não resistiu e faleceu em 18 de maio. Pouco antes de sua morte, uma equipe médica havia recolhido materiais do paciente para a realização do exame que atestaria a causa de sua morte. Os resultados atestaram que o homem havia contraído o vírus H3N2.

A morte do homem foi a segunda em decorrência da Influenza A em Lucas do Rio Verde. A primeira havia acontecido meses antes. Um terceiro caso chegou a ser considerado suspeito, mas não foi confirmado pelos exames.

Supervisora de Vigilância e Saúde em Lucas do Rio Verde, Keli Paludo conta que não há como afirmar como o paciente contraiu o vírus. “É difícil ter uma certeza sobre isso. Provavelmente, ele contraiu no município, porque ele não tinha ido para fora nos últimos meses, mas não há como ter certeza sobre o modo como ele contraiu a doença”, declara.

Segundo ela, a melhor maneira para evitar o vírus é tomar as doses de vacina durante os períodos em que elas são ofertadas. “Como todo tipo de gripe, a melhor maneira de se prevenir é se vacinando nos períodos de campanha”, orienta.

Ela comenta que os moradores da cidade têm sido orientados a tomar mais cuidados com a higiene pessoal, para evitar que surjam novos casos de Influenza A. “Como houve essas duas mortes, estamos fazendo uma intensa divulgação sobre esses cuidados. Orientamos os moradores a sempre lavar as mãos, sempre proteger o rosto com a mão ao tossir ou espirrar e também a tomar as vacinas nos períodos das campanhas”, declara.


Aplicativo divulgacao
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo